Visão da Cidade: Santos-SP

Santos é a maior cidade do litoral paulista, porém Santos não fica no Brasil. O Brasil fica em torno de Santos. Oficialmente, é a capital da Baixada Santista e acredita ser o centro da civilização desta região, do hemisfério judaico-cristão-ocidental e quiçá de todo o universo. É uma cidade que emergiu das profundezas do Oceano Atlântico, cortada por vários rios artificiais. Santos possui o maior porto da América Latina e talvez de todo o universo! Santos é um reino e possui o controle de facto de toda a macro-região da Baixada Santista, cujas cidades se encontram na categoria de colônias de Santos.

Pelé acha que é o rei e os cidadãos acham que ele é só mais um idiota. Santos criou Pelé (na verdade roubou de Três Corações), Robinho (na verdade roubou de sua colônia, São Vicente), o Santos Futebol Clube e a Dengue. A cada três anos há uma epidemia devastadora de dengue, que mata 59,78% dos habitantes de Santos. Isso acontece porque vários santistas da Zona Noroeste tem o péssimo hábito de ter Aedes Egypti como bichinhos de estimação.

É a única cidade que, em 5 minutos de carro na avenida da Praia, você conhece 6 nomes diferentes para a mesma avenida.

Junto com a colônia de São Vicente, forma a única Região Metropolitana do planeta, onde todos os ônibus têm escrito escrito “Circular” no letreiro, facilitando o vai-e-vem dos habitantes, que geralmente erram a condução que iam pegar. A administração local ainda não descobriu o porquê de tanta confusão no transporte.

Busão santista

Busão santista

 

O PORTO DE SANTOS

Dia comum no porto de Santos

Dia comum no porto de Santos

Santos possui o maior porto da América Latina. São praticamente 450km² de extensão(e ai de quem duvidar disso)! Vários navios nacionais, internacionais, estrangeiros e do resto do mundo descarregam muitas muambas e africanos clandestinos na cidade.

O Porto de Santos era bastante conhecido pela exportação de café e açúcar, há muito tempo atrás. Como ninguém mais bebe café, muito menos com açúcar, iniciou-se a exportação de soja e bolovo. Cubatão, aldeia indígena e colônia de Santos, é a maior fabricante de bolovo do país. Isso ajuda demais a economia brasileira já que a China é nossa maior compradora de bolovo. Deus sabe-se lá o que eles fazem com isso, porém supõe-se que o mesmo seja utilizado para alimentar os trabalhadores semi-escravos chineses e para o programa de armas quimicas do Exercito Chinês.

Também são exportadas pamonha, oriundas de Piracicaba, Queijo Minas de Porto Alegre, Queijadinhas de São Vicente e CD´s virgens, da Santa Ifigênia. Alguns já vem até com a última versão do Windows, crackeado.

Área de exportação-importação do porto de santos

Área de "exportação-importação do porto de santos"

 

Distribuição de Renda

Santos, por ser excluida do continente, criou sua propria moeda, o Mango (tanto para singular como para plural). Mas como Santos não tinha porra nenhuma nada pra fazer com aquele dinheiro senão limpar a bunda (não devido ao excesso de dinheiro, e sim porquê o dinheiro só era aceito lá), o Mango acabou por ser deixado de lado e o Real dominou geral. Atualmente os moradores chamam qualquer tipo de dinheiro de Mango. ex: “2 Mango (Real); 2 Dólar-Mango (Dólar); 2 Euro-Mango (Euro); etc.

90% do PIB de Santos corresponde à conta corrente de Armênio. Os 10 % restantes correspondem às gorjetas pagas por ele a garçons, motoristas e carregadores de malas. O dinheiro das gorjetas circula pelo comércio e é responsável pelo andamento da economia santista.

Meio Ambiente

Jardim de Santos

Jardim de Santos

Santos também é conhecida por ter o maior jardim à beira-mar do mundo, reconhecido pelo próprio Guinness Book. Não que alguém fora de Santos se importe, claro, até porque até hoje não descobriram quais cidades têm o segundo, o terceiro e o quarto maiores… Em meados da década de 80 houve uma proliferação de ratos no jardim. O saudoso prefeito (da época, claro imbecil) Imperador Justus teve a brilhante-fantástica-icomensurável-gloriosa-mediúnica e sintomática idéia de fazer a chamada “Operação Tom & Jerry” em ação: Tratava-se de jogar gatos vadios na orla da praia, pois gatos perseguem ratos. No entanto, os gatos se proliferaram (e cagavam na areia, proliferando o bicho-geográfico), e a prefeitura, para retirar os gatos da praia, resolveu jogar cachorros vadios na orla da praia. Cogita-se atualmente jogar ursos e leões para exterminar os cachorros.

 

Turismo

Nos feriados e na temporada, Santos é invadida por turistas imundíssimos de São Paulo, do interior e até mesmo do Afeganistão. Esses turistas injetam dinheiro na economia da cidade (eles são assaltados pelos maloqueiros santistas), mas em contrapartida, sujam as praias, as ruas, as pessoas e compram todos os biquinis disponíveis.

Dos turistas oriundos de São Paulo e da Grande ABC (e do resto do alfabeto), podemos destacar que os piores são os moradores de Osasco. Essas pessoas costumam trocar as fraldas dos filhos em plena praia, trocar absorvente, trazem farofa, frango, canja em garrafa térmica, sanduiche de patê de atum no papel alumínio e todinho na garrafa de 600ml de coca-cola para o almoço e acham que a água do mar é um enorme banheiro e motel público cicarellesco.

A praia santista é um enorme palco de atividade física. Destaca-se a prática do Futebol de botão de areia, andar de bicicleta ou correr atrás da sua na Psiclovia (também conhecida pelo elegante nome de Baianos e Furiosos) ou jogar Tamboréu.

Olha essa sunga

Olha essa sunga

 Por falar em Tamboréu, é um esporte criado em Santos – consiste em 2 ou 4 velhinhos rebaterem uma bolinha de tênis vagabunda com um pandeiro de madeira revestido com couro de gato vadio. As regras são iguais ao Tênis, só que diferente. Ganha-se o jogo o idoso que não tiver um enfarto em quadra.

 

Quem gostar de apreciar as belezas marinhas, pode conferir a Laje de Santos, também conhecida como Pedra da Feiticeira. É uma enorme pedra sem graça, cheia de cocô de passarinho, a mais ou menos 40 quilômetros do litoral santista. Há rumores de serem vistos raros espécimes marinhos no local, como lambaris, polvos, sardinhas, o golfinho Flipper, moradores de São Vicente, anões e hippies malditos que vão para lá fumar maconha ou tomar chá de champignon e cantar músicas do Legião Urbana.

Uma paisagem interessante de Santos é a Ilha Porchat – que na verdade fica em São Vicente, mas os santistas adoram mostrar pros parentes que vêm de fora como se fosse de Santos mesmo.

O mesmo vale para a Fortaleza da Barra: uma parede branca com uma casinha que fica no Guarujá. Outro ponto digno de nota é a Necrópole Memorial: o maior cemitério vertical do mundo segundo o Guiness Book (assim como no caso dos jardins da praia, mais um recorde que ninguém se importa). Pelé adquiriu dois jazigos com vista para a Vila Belmiro, um para ele e o outro para Edson Arantes do Nascimento, seu melhor amigo.

Outra maravilha são os Bondes no centro da cidade, onde o visitante tem uma linha ridícula para circular a bordo e somente vai ver: Casas históricas destruídas, casas históricas que viraram estacionamento, casas históricas que viraram cortiços, casas históricas que não estão mais lá e viraram prédios públicos, mendigos, guardadores de carros, prostitutas, o pastel do japonês na rua XV de novembro (onde a moça que vai fazendo a narrativa dentro do bonde puxa o saco pra garantir um pastel de graça) e o bonito prédio da bolsa do café, cujo relógio (torre) está quebrado há anos, o segundo andar está caindo aos pedaços e ninguém arruma aquela bagaça.

Santos conta também com o Aquário Municipal, segundo ponto turístico mais visitado do estado. Nele você poderá ver incríveis espécies como, crianças melequentas, bebês chorões, pessoas com virose e placas com informações sobre os peixes que você pagou R$ 5,00 para ver (os peixes em si ninguém jamais viu ou sequer sabem se realmente existem, pois os aquários são bloqueados pelas cabeças das crianças melequentas). Tudo isso em um ambiente fechado com climatização natural (bafo humano) para seu maior conforto (e também para você sair rápido de lá, dando lugar para novos trouxas turistas.

Outro ponto turístico famoso de Santos, criado por escultores portugueses que vieram para cá disfarçados de construtores de prédios, são os famosos Prédios Tortos da Praia. Os escultores portugueses quiseram superar os italianos pela famosa Torre Inclinada de Piza, construindo não apenas uma torre mas várias e espalhadas por toda a Orla da praia de forma que um dia ela chegará em seu sublime objetivo e novo recorde de Santos: o maior efeito dominó do mundo!

Todos aguardam ansiosos o dia do grande efeito dominó!
Todos aguardam ansiosos o dia do grande efeito dominó!
 

**[OBS: Foi criado recentemente um jogo sobre os prédios de Santos, se quiser jogá-lo,ente um jogo contando a construção dos  clique aqui

 

Vida Social Santista

Santos é uma cidade que nada perde para as grandes metrópoles mundiais em matéria de glamour. Cidade das socialites-caiçaras sempre dispostas a comparecer a todos os eventos sociais possíveis, mesmo que para isso nem tivessem sido convidadas, com a única e exclusiva finalidade de aparecer em algum dos glamurosos programas-caiçaras de entreterimento para socialites-caiçaras santistas presentes na vasta programação televisiva praiana.

Podemos ainda falar da Rua Azevedo Sodré, ou como as socialites-caiçaras chamam carinhosamente de Via Azevedo, a Oscar Freire santista!!! As lojas presentes nessa rua onde o glamour está em cada esquina e que nada perdem para nenhuma Rodeo Drive da vida, visto que algumas delas são adotadas as mesmas políticas de preços das norte-americanas, onde você, socialite-caiçara, poderá comprar um lindíssimo vestido (que pode ser encontrados em SP por muito menos) por simbolicos R$1.380,00.

Vale ressaltar ainda o maravilhoso Baile de Aniversário da Cidade, onde todos os “pseudo-emergentes” e todas as socialites-caiçaras se confraternizam, mesmo que para isso tenham que fazer empréstimos alguns dias antes ao grande Baile caiçara, para angariar somas exorbitantes a fim de pagar o preço do convite, aluguel de roupa social ou mais um lindissimo vestido da década de 70, comprado na glamourosissima Antonelze.

 

Canal 3

Santos é uma cidade divida em canais de esgosto históricos, altamente importantes para a sociedade, como causar dengue e dar o prazer de acrecentar um riquíssimo vocabulário na fala dos Santistas. Em Santos não se diz o bairro residente para identificar a própria moradia e sim o número do esgoto canal, que foi misteriosamente batizado da direita para esquerda. Um canal onde está a maior concentração de burgueses moradores da alta sociedade é o canal 3. Curiosamente este lugar peculiar apelidado de “Vila Rica” gosta de adotar o sistema feudal, mas continua insistindo em forjar obras de caridade, onde os convidados são socialites que vão nas festas encontros caridosos, mesmo sem saber a causa(“A Causa é o maior exemplo deles, onde todos vão para falar mal da roupa do vizinho que comprou um vestido na promoção, e não se lembram da causa da “A Causa”), mas passam meses escolhendo seus trajes na famosa “Azevedo do Sodré”. É preciso tocar o ego dessas pessoas tão generosas para que contribuam com alguma coisa que ajude alguém ae essa causa tão desconhecida pelos que “ajudam” nobre. Um exemplo de egocentrismo socialite em eventos de caridade são as entrevistas do teleprograma “JB”, um idiota apresentador que entrevista as mais toscas importantes pessoas nem ai com a causa engajadas com a causa. Com certeza é um belo local para se fingir que é ser uma pessoa amavél.

Idioma Santista

Os santistas possuem um sotaque influenciado por diversas regiões, mistura gauchês com paulistanês, mais suaves pitadas de carioquês (que em certos bairros não são tão suaves assim). No sotaque santista, o “tu” é utiizado como a 2ª pessoa do singular, mas a sequência é utilizada como se estivesse falando “você”. Veja os exemplos:

  • Tu vais (errado)
  • Tu vai (correto)
  • Tu fizeste o que eu mandei (errado)
  • Tu fez o que eu mandei (certo)

ATENÇÃO: é crime na cidade usar o “você”.

O “s” do sotaque do santista está intimamente ligado à memória. O cidadão que tem boa memória pronuncia o “x” no lugar do “s”, uma herança do carioquês. Entretanto, há cidadãos com péssima memória que pronunciam o “s” com um incrível som de “s”. Veja os exemplos:

  • Santixta é bairrixta (santista com boa memória, pois se lembrou de imitar o carioca)
  • Santista é bairrista (santista com perda parcial ou total da memória

Dicionário

  • Média: pãozinho.
  • Cará: pão que só existe em Santos
  • Errorex: liquido corretivo
  • Colante: adesivo
  • Bambucha: pequenas bexigas d’água, alvo de brincadeira da criançada (e de alguns marmanjos espírito de porco) principalmente em época de carnaval
  • Cururu: amigo bicho grilo
  • Reclame: o que no resto do Brasil significa “ato ou efeito de reclamar”, na super metrópole praiana é apenas o comercial transmitido nos intervalos de TV
  • Bolar aula: cabular aula, faltar na aula para ir na praia
  • Tu: a segunda pessoa do singular, usado no lugar do Você em qualquer situação, Tu tá ligado?
  • Canal: é um ponto de referência. Os canais cruzam toda a cidade, exalando o seu mau cheiro. Geralmente santistas moram no Canal 1, 2, 3, 4, 5, 6 , 7 ou na Zona Faroeste.
  • Cuzão: diferentemente de São Paulo, na baixada santista este termo refere-se à pessoa que não possui coragem.
  • Paulista: O termo é usado para se dizer “paulistano” ou turista vindo da cidade de São Paulo e da Grande São Paulo(Os temíveis e odiados farofeiros do ABC). O termo támbem é usado pra qualquer turista vindo de qualquer lugar.
  • Do doce: Qualquer porcaria genérica, tosca ou mal-feita. Remete aos brinquedinhos de plástico que vinham em docinhos de pobre feitos de abóbora ou batata roxa. Ex.: “Esse relógio é do doce, hein?”, tecla SAP: “Esse relógio fuleiro é de camelô, hein?”
  • Baiano: O termo é usado para designar QUALQUER HABITANTE que mora ao norte do Trópico de Capricórnio, em tom fortemente pejorativo.
  • Linha da Maquina:Linha ferroviária onde passa um trem pré-histórico, que separa a cidade em duas partes, a parte litorânea (onde moram a elite santista) e o interior de Santos (onde moram os favelados).
  • Praia: Refere-se aquele local com lama arenosa e mar localizado além da “orla dos ratos”. Acreditam os santistas que aquela mistura de merda água suja com bosta areia mais suja ainda seja mesmo uma praia, o que é muita pretensão.
  • Quem já foi sabe, “aquilo” é uma boca-de-fumo ao ar livre, não uma praia. Aos olhos da geografia “aquilo” na verdade é a maior caixa-de-areia pré-adubada para gatos já feita, outro orgulhoso recorde para a cidade.

    Ciclovia

    Ciclovia santista e seus passeios calmos e tranquilos

    Ciclovia santista e seus passeios calmos e tranquilos

    Santos possui uma linda e grande ciclovia por toda extensão da praia e pela cidade. Todos os dias milhares de velhinhos e pedestres são atropelados nessa ciclovia, tendo o maior índice de mortalidade ficando apenas atrás da dengue. Na ciclovia diariamente ocorre a famosa travessia Santos-São Vicente, mais popularmente conhecida como corrida dos pedreiros. A corrida é muito bem organizada e duas categorias são disputadas: o pedreiro a chegar mais rápido em São Viselva e o pedreiro a carregar mais tralhas em uma bicicleta apenas (pessoas contam nessa segunda categoria). Andar na ciclovia na hora da travessia é comparado a ser mandado à guerra do Iraque ou visitar a Zona Noroeste à noite devido ao grande risco de morte ou desmembramento. Uma outra grande atração da ciclovia são os famosos Funkeiros que passam em suas bicicletas (roubadas, logicamente) cantando músicas de grande lirismo como o “Funk do Marapé” ou “Perdeu irmão, foi tomado” essa última sendo muito cantada pelo fato deles realmente tomarem sua bicicleta na ciclovia em si.

    Baladas

    Na realidade não há uma balada decente para ir, são sempre os mesmo velhos lugares, com as mesmas carinhas repetidas de sempre.

    • Capital (antiga Breezy): De balada essa porra não tem nada. Parece mais uma versão trash do show da Xuxa. Ninguém com mais de 14 anos vai em sã consciencia nesse lugar. De vez em quando é frequentada por seres com mais idade, no chamado Torto/Lido, sabe-se lá porque.
    • Milk: A entrada custa singelos 595 reais, sendo 10 consumíveis. Por causa disso, só quem usa nike shox original, corrente de prata de 8kg (no mínimo), roupas da quiksilver, billabong, oakley, ripcurl, lost (e etc…) consegue entrar. A cada 10 minas, 11 são gordas mimadas.
    • Mythos: Possui 3m² de área. Igualmente à Capital, a idade máxima para entrar nesse recinto é de 14 anos.
    • Chopp Santista: Praia do gonzaga, localizado no canal 3 com a praia. Tirando o verão, são as mesmas mulheres sempre (as chamadas “guerreiras” ou “da night”). A Dica é: vá somente no verão.
    • Moby Dick: Corruptela da expressão tupi-guarani “Móhrridículo”. No quarteirão ao lado do Chopp Santista, idem ao anterior. Alias uma coisa muito engraçada, são as mesmas garotas que frequentam o Chopp Santista, ou seja, se você vai no Chopp na sexta, sábado encontrará as mesmas figuras no Moby.
    • Torto: Antiga cela solitaria da cadeia nacional de Santos, é conhecida mundialmente por ser a menor sauna do mundo. Mesmo assim, toda semana as mesmas pessoas vao ver as mesmas bandas que tocam as mesmas musicas ha mais de 20 anos, o que tambem é um feito digno do Guiness Book.
    • Popscene: Festa alternativa, única coisa dita “olha-mamae-como-eu-sou-rebelde-sem-causa-e-tatuo-o-meu-corpo-inteiro” que sobrou em Santos. Vendem pseudo-cerveja mais cara que no supermercado e tem a maior concentração de paga-paus de all star por metro quadrado.
    • Fiesta/Xclub/Consulado/People/Infinity/Emo night club: Uma ótima casa, ou toca, ou banheirinho de “shows” se preferir localizada em frente a Capital. Por ser muito versátil (ou gayzão mesmo), seu antigo dono Camilo, vulgo Bicha Cubana, sempre gostou de mudar o nome da casa(por falência ou por putisse mesmo). Lá você encontra uma galera bacana (geralmente uns 10 emos)disposta a ouvir muito som ruim, se espancar na roda punk ou dar moshes no teto.
    • Ninfas Night Club/Aeroporto 147/ABC House/Aline´s House:
      Baladeiro local

      Baladeiro local

      Lugares onde se encontra tiozões que tomaram um pé na bunda da esposa e jovens na puberdade com hormonios estourando a flor da pele(espinhas causadas pela masturbação excessiva). Casas noturnas onde se encontra de tudo, desde lindas jovens venusianas com potencial para serem top-model da Vitoria Secret, até a cunhada da sua empregada que mora em Quixeramobim (ou em Osasco mesmo) que diferentemente das primeiras, tem no lugar de mamilos, bolachas TRAKINAS sabor chocolate. É possível também encontrar “garotas” que possuem “clitóris” de até 25cm de comprimento, também conhecidos como “surpresinha”, “brinquedinho” e Jorjão Kinder Ovo(quando é aberto e uma surpresa). Destaque para Zulu do Ninfa’s, uma negona de 1.85m aonde você se sentirá um anão ao lado dela.

       

    • Studio G:Corresponde a entrada lateral de uma loja de móveis semi-falida que cobra exorbitantes 10 reais por mês de aluguel por aquela porcaria. O lugar é uma gruta de 5 m² sem ventilação ou circulação de ar e serve de reduto para punks, skinheads e outras tribos formadas por jovens alienados e desempregados, sustentados com o dinheiro dos pais. Seus finos frequentadores costumam se esmurrar na roda punk, extravasando assim toda a sua ira e frustração -por terem nascido feios e gordos- no “sistema”, é claro. Se algum dia quiser estabelecer comunicação com essa tribo, esteja na companhia de um chimpazé, que lhe servirá de tradutor. Por falar em chimpazé, a casa possui barras no teto onde punks e afins costumam se balançar, grunhir e bater no peito; o comportamento primata é o que mais lhes aproxima da civilização. Vale a pena passar em frente do lugar a noite nos fins de semana para dar uma conferida nos espécimes. E se ainda quiser dar boas risadas, perguntem-lhes sobre o seu alinhamento ideológico.Só que antes de fazer isso, explique primeiro o que significa “alinhamento” e “ideologia”, que eles não fazem a mínima idéia do que se trata.Não esqueça de levar um chimpazé tradutor e EM NENHUMA HIPÓTESE venda uma pizza de um real a um punk SEM DESCONTO.

     

    EM SUMA: CONHEÇA SANTOS , A CIDADE COM A MAIOR DIVERSIDADE TRASH PÓS APOCALIPTICO DO MUNDO

    ~ por danielcelha em 19/06/2009.

    6 Respostas to “Visão da Cidade: Santos-SP”

    1. AHH QUE INVEJA EM DE SANTOS,SO FALO MAL DA CIDADE, ME RESPONDA SUA OU SEU INFELIZ ONDE TU MORA??? VSF

    2. SANTOS E TOP, ISSO E INVEJA MESMO AS NOSSAS GIRIAS SÃO ESSAS MESMAS DIFERENÇIADAS, TIPO CARIOCA MESMO…SAI DAÊ.

    3. vai toma no seu c criador desta merda!!!
      nascer viver e no santos morrer …. vai falar mal de sua familia.

    4. Não sei porque reclamaram nos comentários… moro em Santos e ri muito com o post. Tenham senso de humor ¬¬. A parte das gírias foi a melhor xD

    5. Sou SANTISTA de natureza e sou o maior apaixonado pela minha cidade, e é com MUITA MORAL que postei o que penso a respeito dela e é aquela cosia de sempre …. qualquer um pode falar mal do que nao conhece , mas falar mal do que conhece … AI SIM , isso é dificil.

    6. EU ACHEI ESSE SITE O MAXIMO. QUEM ME DERA SE TIVESSE PESSOAS COM ESSA VISAO. VOCE NAO FALOU NEHUMA MENTIRA. PARABENS.

    Deixe um comentário

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

    Conectando a %s

     
    %d blogueiros gostam disto: